30 de março de 2013

Quando voce tem o direito de ser inútil.

É assim, a vida é composta de dias... alguns dias são bons, outros maus, uns longos, outros passam depressa de mais, as vezes chove e as vezes faz sol, e tem aqueles dias que uni tudo, em um dia só.
Tem dias que eu sou tão forte, e tem outros que tão frágil eu sou. É tão estranho... planos de um dia pode ser prolongado por vários outros, sentimentos de um único dia, pode se transformar em dezenas e ate centenas de dias.
É desses dias compostos por tantos sentimentos, acontecimentos que agente chega ate o tempo.
- Tempo que transforma !

Cansada estou, de te ver ó dia por mim passar e dos meus braços a esperança carregar, não tens tu outro quem para roubar ?
Sei que tens tu um olhar dia. Por de onde sai sendo que eu mal posso vê-lo chegar ?!
Lembra daqueles bons dias em que eu te esperava chegar, planejava a sua vinda ? Vais tu agora já se transformando em um qualquer, em um dia qualquer.
Eu te desenhei com um céu azul no tom que eu gosto, te fiz iluminado pelo sol e te dei o vento no final da tarde para te soprar bem lento, eu te olhei nos olhos e neles eu vi outros dias chegarem.
 Por te ver sorrir hoje me ponho á chorar.


No próximo dia, passe por mim e não me olhe por baixo, encare a sua falta em minha face e se sirva do que estiver em meus braços.
-  se for um amor machucado, perca seu dia curando.
- se for um sorriso, perca o seu dia vendo os detalhes.
- agora se for ódio, não se demore em leva-lo para o seu fim.

No próximo dia, se ele não existir depois de hoje. Que faça diferente então, na próxima vida.

-

25 de março de 2013

Depende

                   Sentir com o coração. Ver com o toque. Ouvir com os olhos.



É o que eu desejo nesses últimos dias...
- Tenho passado por tantas coisas nesses últimos dias que balançando a peneira eu venho aprendendo que certas coisas vale a pena, mais outras, bom outras são outras e só.
Um dia bom depende no minimo de 52% de esforço próprio pra que ele aconteça.

 Eu tenho me esforçado, e você ?


#BoaSemana galerinha.

Obs: Vou responder os e-mails. Pera que eu vou!! rsrs



24 de março de 2013

Achei fofo.


"Os últimos gravetos se desentrelaçaram. Secos, quebradiços. O amor foi embora, os vestígios ficaram tatuados no tronco como da última vez. As camisetas dele ninguém vê: do varal, foram pra caixa... De limpas, estão empoeiradas. No sorriso dela ninguém crê: a sinceridade se escondeu com o sentimento, em algum vão dentro de seu peito estão as palavras emocionadas. É que o tempo desfez o ninho, passarinho não quer amar. Andou bicando um pouco de cada vinho em todas as fontes da cidade com vários amiguinhos diferentes, indecentes. Incidentes, acidentes aconteceram. Caíram corpos no chão, na cama, caíram lágrimas, que fizeram correnteza e levaram toda a sua dignidade. No outro dia, nem mesmo a ressaca ressalva o seu pudor. As quedas – do alto da árvore, do clímax do amor – deixaram marcas. Põe esparadrapo nas asas e vai, não há tempo para amar. É que o tempo desfez o ninho, passarinho só quer voar." 

(Railma Medeiros)

23 de março de 2013

Medos

Eu queria ainda ser uma criança pra que agora eu pudesse correr para o quarto da minha mãe...
Além de não ser mais pequena, tenho que encarar o meu quarto sozinha...

Acredito eu que o  choro mais triste é aquele choro de medo.  Seja lá qual for o medo.

Pesadelos...  Eu e meus medos e mais ninguém.

... Escrever a essa hora e nesse estado. 

22 de março de 2013

Do nada.

E aí vem  um sentimento ruim, uma coisa estranha no peito, me aperta a garganta, e escrevendo eu começo a chorar.
Em meio a tantos  pensamentos eu tento descobrir o motivo...
E meu coração  parece GRITAR que são todos eles.
Todas essas coisas que  eu penso é o que  me faz chorar.

Depois de um longo período agarrada ao travesseiro eu entendo  que precisava disso, eu precisava chorar.

20 de março de 2013

Desespero

Era como uma melodia.
Eu não conseguia diferenciar as notas.
Mais eu conseguia entender que se tratava de um adeus.
Olhei para o infinito e busquei a cor dos seus olhos, eu podia sentir o calor do teu olhar nas minhas costas...
E então mesmo sem ouvir as suas palavras eu ouvia os teus passos em direção a porta.
Um medo incomum se sentou na cadeira que estava vazia ao meu lado, e agora era ele quem me encarava, mais eu, eu ainda buscava teus olhos no horizonte.
Ouvi então o teu suspiro, ultimo.
Senti então o teu olhar, ultimo
E eu então usei o meu silencio para a minha ultima frase, 'deixe a porta encostada'.
... e eu não ó vi e mal pude ouvir você partir.
Em um pulo me levantei e com firmes pulsos tranquei a porta.
Retirei a  chave, e a joguei pela janela... Na esperança de que você á encontrasse, e reconhecendo-á voltasse, para mim.
Me sentei na da cadeira ao lado do medo incomum, ele ainda me encarava, e então eu chorei (...)

16 de março de 2013

Lágrimas

Uma historia contada de baixo para cima. 
...
Eram doces e soltavam algum tipo de ruido.
Escorregavam face a baixo.
Surgia nos olhos.
Delicadamente brotavam no coração.
Ao som de um piano, uma melodia.
A sobra de espaços, a sobra de duvidas, sobra de medo.
Uma ausência de presença.
O erro incansável e repetitivo, acusações e falta de sentido.
Momentos novos, manias antigas.
O encontro de vidas já surradas, de corações cansados, pessoas que hoje já sabem, que sobrevivem.
De uma forma nova aquele velho amor.
Calafrio no corpo, e frio na barriga.
Mais uma tentativa... 

13 de março de 2013

É nem todo mundo é igual !



 “Tem horas que não adianta argumentar demais, se explicar, tentar mostrar seu lado mais bonito. Se alguém te quer mal, ele vai ver maldade até no seu sorriso. Vai usar seus desabafos contra você. Vai exaltar seus defeitos, ignorar suas qualidades.

 Vai questionar sua felicidade, e achar que seus problemas são menores do que você diz que são. Vai comemorar os seus fracassos, mesmo que inconscientemente, e diante dos seus erros vai ser o primeiro a levantar a plaquinha de ‘eu já sabia’.

 A verdade é que algumas pessoas NÃO gostam de você, mas fingem que sim. Te ouvem, e te criticam mentalmente a cada palavra. Às vezes, falam pra você o que pensam, SÓ porque te ver ofendido faz bem a elas. Distorcem o que você fala, porque a ideia de que você seja uma pessoa do bem não é agradável.

Vão apontar o dedo (sujo) pros seus erros, desconsiderando as suas intenções. Só te resta ignorar, deixar de lado, aprender a dizer não. Ser educado, e só. Algumas pessoas vão te ouvir só pra te julgar e têm um arsenal de ofensas guardadas na ponta da língua só esperando a chance de despejá-las na sua cara. É uma verdade feia e amarga, mas é uma certeza que carrego comigo. Tem muita gente te abraçando na marra, achando feio tudo o que você faz e se incomodando cada vez que você parece feliz.
Aprenda a se preservar. A falar pouco ou quase nada. Aprenda que coisas do coração são coisas sagradas, e só devem ser ditas a quem vai ouvi-las com carinho e ficar feliz junto contigo. Alguém que, ao ouvir que algo te incomoda, vai torcer muito pra que isso passe, e que você supere. Desabafo a gente faz a quem torce verdadeiramente pra que os ventos mudem, e os caminhos bons apareçam na nossa frente. Pra quem não perde a chance de nos espetar, e ressaltar o nosso lado mais cinza: toda a nossa INDIFERENÇA”.

Eu ate tinha escrito umas coisas antes do texto, mais pensando bem. Quem é pequeno merece de fato a minha indiferença. 
:*

Obs: Obrigada pelo texto ... 

10 de março de 2013

Bom dia domingo.

Hoje eu acordei assim: Feliz.
Vou voltar pro teatro, hoje sera o primeiro ensaio, ainda nao decorei o meu texto, mais estou ansiosa.
Obs: Uma alma leve, é bem mais gostosa de se ter ;)

'A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam
Para aquele que buscam e tentam sempre.
E para aquele que reconhecem
a importancia das pessoas que passaram por suas vidas.'


Clarice Lispector

7 de março de 2013

Uma historia

Ele não conseguia se lembrar de tudo, mais se lembrava do que era essencial para ele, a mulher que amava.
Ele não podia e não sabia qual era a verdadeira realidade, e nem sabia de toda a verdade, mais ele inventou a sua própria verdade e lutava incansavelmente para que ela se tornasse a realidade.
Ele não era bom o bastante, mais passou a ser, ele não era forte, não era inteligente, não conhecia de literatura, não observava o lado bom, ele era diferente. Mais mudou, tudo, ate mesmo a sua forma de amar, e mudou por amor.
Este homem é Pat Solitan que se sujeitou as mais variáveis mudanças por fantasiar uma realidade com a mulher, Nikki.
 A mulher que ele sonha e luta incansavelmente para se reencontrar, para conquistar novamente, a mulher pela qual ele aprendeu a fazer tantas coisas... A mulher pela qual ele foi internado em um sanatório, submetido a tratamentos.
O amor por essa mulher que também proporcionou com que ele conhecesse e de certa forma se identificasse com Tiffany, uma mulher linda, que ele só pode reconhecer a sua beleza e a pessoa que se escondia atrás de uma historia de amor diferente, porem também triste, depois, bem depois de tanto tentar, e descobrir que Nikki ele tinha perdido pra sempre.
Um para sempre que não veio pelo fato dela ter falecido, mais sim por que talvez o amor seja assim... Aconteça apenas uma vez, talvez por que o amor tenha sido confundido com a paixão no inicio, e no meio do tempo, ainda dado a paixão o amor tenha batido a porta e entrado sem deixar que a paixão retirasse todas as suas coisas do coração de Pat. Talvez por que Pat não teve a chance de reconhecer que precisava de mudança ainda junto com Nikki, as vezes é assim, agente mal percebe que precisa mudar e a vida já toma outro rumo, vira do avesso tudo aquilo que parecia estar do direito.
Quando eu comecei a ler o livro, não concordava muito com toda a mudança que Pat estava se sujeitando só pelo fato de amar Nikki, eu no inicio da leitura não conseguia achar justo. Eu nao mudei muito a minha opinião porem a minha visão de injustiça se espadio  para o fim da historia também. Eu não vou me prolongar muito na minha opinião.
Mais eu gostaria de me lembrar da historia de amor de Tiffany, Pat e Nikki. Tirei tanta coisa dessa loucura toda, principalmente de Tiffany e Pat.
Nem sempre o final feliz é aquele que agente espera, e talvez Pat esteja me ensinando isso. A vida tem outros lados, agente só precisa mesmo é aprender a olhar pra eles.

O livro é, O lado bom da vida. Que tmb virou filme, mais que eu ainda nao tive a oportunidade de ver

:*



5 de março de 2013

Um amor que cura

Eu sei que vou tentar em vão expressar a minha gratidão e o meu amor por você.
Nossa mãe sempre nos disse, 'Fabrícia seja por seu irmão e Silvio F. seja por sua irmã, quando eu não mais estiver aqui vocês dois vão precisar um do outro como nunca, então sejam um para o outro tudo aquilo que precisarem.'

Essa noite em meio ao meu desespero e gemidos de dores vc me ouviu...
Eu nunca na vida queria preocupar você  mais nem sempre eu consigo esconder tudo. Você me olhou e disse: Diga logo o que vc tem, você esta branca, o que ta sentindo ?
Eu quando vi nos teus olhos aquela preocupação tão verdadeira que chegava brilhar, logo vi que não iria conseguir esconder de você o quanto eu estava me sentindo mau, e eu então te disse tentando em um esforço  em vão te dizer o que eu estava sentindo mais sem preocupa-lo ... e antes mesmo de terminar de falar você disse, vou buscar o violão, um pouco de água, deite-se eu já vou lá tocar pra você dormir.

E em menos de dois minutos vc estava com um remédio nas mãos me entregando junto com uma garrafinha de água, e então se sentou no pé da cama e podia ouvir uma nota ou outra que vc tocava, tocava pra mim.
Foi como uma oração você ali... Eu adormeci antes mesmo de vc terminar a primeira musica. E no meio da madrugada quando eu acordei, vc estava deitado do meu lado, dormindo e me cuidando ao mesmo tempo.
E depois de te ver tão preocupado, entendi que minha mãe conseguiu passar o recado pra gente. E é o mesmo que eu vou querer fazer com os meus filhos.
 Por que eu descobri e me certifiquei de que o amor de um irmão pode trazer cura pra vida e pra alma da gente. 

Vou me lembrar pra sempre dessa nossa noite... E quando vc ficar mais velho, vou te mostrar isso aqui com todo o orgulho que eu conseguir sentir.

Obrigada mano, obrigada por me cuidar com um amor sem igual. 



4 de março de 2013

Eu entendo.

'' Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não com um simples de espirito. O bom é ser inteligente e não entender  É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um piuco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.''

Clarice Lispector



Ate faço, finjo não saber ou não entender as vezes. É só uma tática, é só uma forma de por enquanto viver.  

2 de março de 2013

Me vi ali tentando, gritando, com tampas de panelas nas mãos, despertando.
Não mudou. . .
Depois que eu passei o silêncio continuou!

Eu iria com o vento...
Conheceria os quatro cantos do mundo, e saberia enfim onde é o meu lugar.